Mudanças no IRS 2018

Em 2018, a entrega do IRS  volta a sofrer alterações que afetam todos os portugueses.Para lhe facilitar a vida,apresentamos aqui as alterações mais significativas: 

1 – Escalões intermédias pagam menos
Em 2018, voltamos a ter sete escalões de IRS:
- Primeiro escalão: até 7.091€, com uma taxa aplicável sobre os rendimentos de 14,5%;
- Segundo escalão: de mais de 7.091€ e os 10.700€, com uma taxa aplicável de 23%;
- Terceiro escalão: de mais de 10.700€ até 20.261€, com uma taxa aplicável de 28,50%;
- Quarto escalão: de mais de 20.261€ até 25.000€, com uma taxa aplicável de 35%;
- Quinto escalão: de mais de 25.000€ até 38.856€, com uma taxa aplicável de 37%;
- Sexto escalão: de mais de 36.856€ até 80.640€, com uma taxa aplicável de 45%;
- Sétimo escalão: superior a 80.640€, com uma taxa aplicável de 45%


2 – Aumento do valor do Limiar Mínimo de Existência
Em 2017, o valor do Limiar Mínimo de Existência era de 8.500€. Em 2018, passa a ser de 8.890€ e quem tiver rendimentos até esse valor, fica livre do imposto. 


3 – Fim da sobretaxa
Os escalões mais baixos viram a sobretaxa acabar em anos anteriores e este ano acaba para todos os escalões.


4 – Recibos verdes com várias mudanças
Quem aufere mais de 27.360€ por ano, tem, a partir deste ano, de apresentar despesas e justificar 15% dos rendimentos através de despesas. Contudo, os coeficientes de 0,75, para a generalidade das profissões, e 0,35, para o alojamento local, mantêm-se.
Outra novidade é que a partir de 2018, recibos verdes passam a estar abrangidos pelo Limiar mínimo de Existência, sendo que se auferirem menos de 8.890€, ficam isentos de IRS.


5 – Menores e estudantes que trabalham pagam IRS
Estudantes do ensino superior e secundário que trabalhem nos meses de férias verão os seus rendimentos ser tributados em IRS, com taxa aplicável de 10%.

 

6 – Deduções
Em 2018, pais separados podem dividir as despesas que têm com os filhos.; estudantes até aos 25 anos que morem fora da cidade natal, podem deduzir o valor da renda da habitação; despesas com transportes partilhados podem, este ano, ser deduzidas.

 

Estas são as principais mudanças no IRS para 2018. Caso continue com dúvidas, pode sempre consultar mais informações disponíveis no Portal das Finanças ou no nosso artigo que explica como pode fazer a entrega do IRS e os profissionais a que pode recorrer para o ajudar a organizar-se com todas estas alterações.

Todas as categorias