Mara Domingues29 Jan 2020

pombos

gatos

cavalos

cães

Treinador de animais de estimação

O melhor treinador para os nossos melhores amigos!

Ter um animal de estimação é muito mais do que levá-lo a passear e o pôr comida e água nas taças.
Tens de entender o seu comportamento, saber qual o tipo de comida mais indicada para a raça do teu companheiro e ter uma noção de primeiros socorros em caso de necessidade.
 
Deita, senta, dá a pata
 
A forma como o gato se comporta em casa ou a maneira do cão reagir quando o levas à rua, são algumas das situações que tens de aprender a controlar.
É perfeitamente normal que possas ter dificuldades e que por vezes a situação fuja do teu controlo. Por isso, deves recorrer à ajuda de um treinador especializado.
 
No caso dos cães, nunca é tarde para eles aprenderem. Se tiveres um cachorro, deverás inscrevê-lo nas aulas de obediência de imediato. Se por outro lado o teu cão já for adulto, existem aulas especificas para este tipo de animal.
 
Este tipo de aulas é dirigido em simultâneo para os cães e para os donos.
Aqui, o teu Pantufa irá aprender a socializar com outros cães. Este tipo de aprendizagem irá terminar com o stress que podes sentir quando o vens passear à rua e te cruzas com outros cães. A ti será explicado o porquê de algumas reações comportamentais do teu cão. Ao entenderes o que está por detrás destas atitudes, poderás ajudá-lo e controlá-lo mais facilmente.
Irás adquirir técnicas de treino, que poderás pôr em pratica ao longo dos exercícios propostos nas aulas.
 
Terapia animal
 
Não são só os Homens que ganham traumas ao longo da vida. Muitos animais vão colecionado memórias que afetam drasticamente o seu comportamento, deixando-os mais medrosos ou agressivos. 
Quando alguém acolhe um animal que outrora fora maltratado, tem de ter a preocupação de ajudá-lo a ultrapassar os seus traumas. Se não o fizeres ou não souberes ler os sinais, o mais certo é que te vais fartar de certos comportamentos do animal e vais perder a paciência. Ficarás a achar que o cão ou gato é desobediente. Mais tarde ou mais cedo esta situação irá gerar o abandono do animal. Mais uma vez. 
E é assim que se gera um ciclo vicioso.
 
Em alguns centros de treino e de criação, já encontras sessões de terapia, em que o animal é avaliado, a nível comportamental. A partir deste ponto, com base no diagnóstico, é desenvolvida uma linha de tratamento. Pode passar pela ajuda de um veterinário, por técnicas de treino ou até pela mudança de comportamento por parte do dono.
 
Se o teu animal de estimação tem um medo incontrolável de barulhos, for agressivo, auto -mutila-se ou destrói tudo à sua volta, pede ajuda a um profissional. O mais certo é que o seu comportamento incorreto tenha uma causa traumática.
 
Pombos atletas
 
A “corrida” entre pombos-correios, é das modalidades mais antigas, tornando-se competição oficial em 1820.
Este tipo de animal tem um sentido de orientação fora de série. Têm uma espécie de GPS biológico que se alinha com o campo eletromagnético do planeta e lhes permite regressar a casa sem problema.
Apesar de ser algo inato, muito do sucesso das viagens dos pombos-correio, deve-se aos seus treinadores com quem criam uma verdadeira relação de confiança. 
 
Isto de ser criador e treinador de pombos-correio, tem muito que se lhe diga. A alimentação tem de ser cuidada e controlada, para que estes pássaros tenham uma boa preparação física e se mantenham saudáveis.
Os treinos são pensados com base numa estratégia. Não se limitam apenas em abrir as gaiolas e pronto. Os pombos-correios, são levados do pombal até um determinado local, que funciona como um ponto de treino e aí são libertos. O objetivo é que voltem para casa o mais rápido possível.
 
Para isto acontecer, são utilizadas várias estratégias por parte do columbófilo. Podem treinar só as fêmeas que têm ovos a chocar. Como vão querer voltar para casa para estar com as suas crias, voam rápido. Há também que prefira treinar os machos que durante a semana, são afastados das fêmeas. Estes sabem que a seguir às provas poderão estar com as fêmeas e por isso, irão realizá-las com grande rapidez.
A relação que se gera entre criadores e pombos-correio é tão grande que, por norma, o columbófilo atribui nomes a todas as suas aves e estas reconhecem bem o seu treinador mesmo no meio de outros columbófilos.
 
“…a correr trá-lá-lá, a saltar trá-lá-lá, cavalinho não saía do lugar…”
 
Ao contrário do que cantávamos, o cavalinho sai do lugar e pode ser um campeão.
Para isso basta encontrares o treinador certo.
Um treinador profissional tem a capacidade de trabalhar o cavalo de uma forma direcionada, consoante a modalidade em que o animal irá participar.

Sabe avaliar a condição física do cavalo e determinar se este está à altura de entrar em competições ou não. Um cavalo pode ser demasiado novo ou já ter uma idade avançada para competir e por isso investir no treino, poder ser um gasto de dinheiro e um sofrimento para o animal.
 
Os cavalos precisam de ser trabalhados para conseguirem atingir resultados. As suas capacidades físicas são conhecidas, porém para atingir um alto nível de competição, podem não ser suficientes se não forem desenvolvidas. Todavia, esse treino requer tempo, paciência e um grande conhecimento do animal. 
Por isso é tão importante, que contratar um treinador profissional.
categorias relacionadas
sobre o autor
Mara Domingues
Redação e criação de conteúdos

O meu nome é Mara, muitas vezes confundido com Maria, Marta ou até mesmo Lara.
E onde entra a escrita na minha vida?...

ver perfil
62
Publicações
Dicas relacionadas