Sara Santos28 Jan 2020

Ideologia política e partidos

Partidos políticos em Portugal

O termo ideologia política assume várias formas, onde os partidos políticos possuem diversas visões como forma de transformar a sociedade relativamente aos seus ideais.
Esquerda ou direita, são conceitos utilizados para a definição de posicionamento quer a nível político como ideológico. No entanto o objetivo é transformar a sociedade procurando-se sobretudo uma mudança verdadeira e um compromisso com a sociedade.  É aqui que atuam os partidos da direita e os da esquerda.
 
O que é um partido político? 
Um partido político é um grupo organizado de indivíduos, de forma legal e voluntária, no sentido de dar lugar ao poder político. É com base na formação desse grupo que está assente a ocupação de um poder político de um país ou estado, onde é promovida uma ideologia política responsável pela mudança e transformação social. A ideologia política é vista como o meio e os ideais em que a população governa um determinado país através da escolha dos seus representantes como forma de desempenhar o respetivo cargo, sendo realizada através do voto. É através desse voto que se manifesta a representação popular. 
Ao longo da história sempre foi visível a representação de grupos de indivíduos no que diz respeito à ideologia política e como governar uma nação. Cada partido representa um determinado papel, onde todo esse processo é realizado através da organização de campanhas onde são indicados os planos e objetivos a concretizar caso esse partido alcance o poder. 
 
Quais são as suas funções? 
Neste grupo cada elemento pode ter diferentes funções. No entanto, existem indivíduos que apenas se aliam aos partidos e outros que têm mesmo uma participação efetiva onde assumem funções de responsabilidade, bem como, na tomada de decisões. Assim, centram-se funções como: 
·       Divulgação de informação à população como forma de aumentar o conhecimento no que diz respeito às questões políticas e de ideologia política; 

·       Criação de programas governativos onde são apresentadas as propostas aos respetivos eleitores;

·       Recrutamento e seleção de novos intervenientes para cargos diretivos, de forma a garantir um bom funcionamento do partido;

Partidos políticos em Portugal 
Portugal possui um sistema multipartidário, quer a nível nacional como das respetivas regiões autónomas. No contexto nacional predominam cinco grandes partidos: o Partido Socialista (PS) com posições à esquerda, o Partido Social Democrata (PSD/PPD) com posições à direita, Bloco de Esquerda (BE) com posições com posições à esquerda, o CDS – Partido Popular (CDS-PP) com posições de direita e o Partido Comunista Português (PCP) com posições de extrema-esquerda. No entanto, os partidos com mais impacto e que fazem representar mais a sua ideologia política são o Partido Socialista e o Partido Social Democrata, ou seja, os partidos de esquerda e os partidos de direita que acabam por se representados em todas as eleições legislativas. 
 
Partido Socialista (PS)
Foi fundado a 19 de abril de 1973, na cidade alemã de Bad Münstereifel, pela ação de militantes da Ação Socialista Portuguesa. Desta ideologia política viria a surgir a Declaração dos Princípios onde afirmava a defesa do socialismo em liberdade. A lista de membros fundadores acaba por ser concretizada no ano de 1977, pelos membros Manuel Tito de Morais e Joaquim Catanho de Menezes. Mais tarde, o número de militantes foi aumentando e outras figuras foram fazendo parte da lista, como é o caso de Mário Soares, um dos fundadores e o primeiro Secretário-Geral do PS. 

·       Princípios e valores 

A ideologia política transmitida pelo Partido Socialista está sobretudo ligada às ideias do socialismo democrático, com grande impacto desde meados da segunda metade do século XIX. Desta forma, estes partidos de esquerda focam-se na construção de uma sociedade livre, solidária e com foco ao desenvolvimento, inovação e progresso. Assim, estão assentes princípios como: 

a)    Defesa dos direitos e liberdade dos cidadãos e desenvolvimento político;

b)    Defesa dos direitos humanos e paz; 

c)    Defesa do ambiente, do desenvolvimento sustentável e procura por políticas sustentáveis e amigas do ambiente. 

d)    Procura pelo empreendedorismo, criatividade, espírito de iniciativa com o propósito de permitir o progresso da humanidade;

e)    Transmissão de uma cultura de liberdade, criatividade, participação no espaço público e comunicação. 

 
·       Juventude Socialista 

Este partido de esquerda detém a organização de jovens denominada por Juventude Socialista (JS). Esta organização tem como propósito principal a defesa de valores assentes no socialismo democrático e é constituída por jovens entre os 14 e os 30 anos. A JS procura uma intervenção cada vez mais cívica, bem como a criação de uma sociedade mais igualitária e solidária, baseadas nos valores de igualdade, liberdade e fraternidade. Através desta organização é possível atuar em diferentes esferas englobando o ensino, o trabalho tanto a nível local, como nacional ou até internacional. 
 
Descobre mais sobre partidos políticos 

·       Financiamento:  tanto os partidos de esquerda como os partidos da direita podem financiar-se das suas próprias receitas ou até de financiamento privado. Por outras palavras, os fundos destes partidos são provenientes das quotas ou outras contribuições dos seus participantes; de atividades de angariação de fundos realizadas pelos mesmos; outros rendimentos oriundos do património pertencente ao partido como aplicações financeiras ou arrendamentos; heranças ou legados e, ainda de donativos realizados por pessoas individuais. Desta forma, todo este tipo de financiamento deve ser totalmente controlado, uma vez que é obrigatória toda a discriminação das receitas e despesas. 

·       Não é possível a presença em partidos de indivíduos que exerçam funções de: diplomatas, militares e outros agentes militarizados presentes em quadros permanentes, forças de segurança e magistrados do Ministério Público ou judiciais. 

·       Um conjunto de cidadãos pode constituir um partido: considera-se um direito democrático básico. No entanto, a sua criação e a transmissão de uma determinada ideologia política suporta um conjunto de regras. Ninguém é obrigado a fazer parte de um partido político, nem a ser expulso por motivos de raça, sexo, origem ou até mesmo de religião. Uma participação livre e igualitária é a base de tudo! 

 
Uma sociedade organizada é aquela que se preocupa com os interesses uns dos outros e busca incansavelmente o progresso e inovação! 
 
 
sobre o autor
Sara Santos

ver perfil
32
Publicações
Dicas relacionadas