Miguel Arranhado16 Nov 2019

piscinas públicas

Piscinas Públicas em Lisboa para nadar ao ar livre

Ir para o trânsito para a praia ou ir para uma piscina?


Gostava de dar uns mergulhos, ir para a toalha e não ficar logo cheia de areia? Fica desmotivado só de pensar nas filas para as praias? Nada melhor do descobrir piscinas em Lisboa <link-sub-cat-piscinas-publicas>, onde poderás passar momentos relaxantes e seguros em família.

A apenas 20 quilómetros das praias da Costa de Caparica e a uma viagem de distância das praias da linha de Cascais ou da Marginal, Lisboa é uma cidade que tem uma posição privilegiada para quem gosta de dar uns banhos no mar. Não existem é tantas opções, quando queremos dar uns banhos ao ar livre e longe do mar. A verdade é que as piscinas ao ar livre em Lisboa são praticamente inexistentes e estão praticamente reduzidas às dos hotéis – a maioria nos seus terraços.

Longe vão os tempos em que as piscinas municipais exteriores dos Olivais e do Campo Grande atraíam à cidade muitas pessoas prontas para dar uns mergulhos. Hoje em dia, ambos estão concessionados por mais de trinta anos, pela Câmara Municipal de Lisboa a uma empresa espanhola. 

A dos Olivais mantém apenas no exterior a estrutura do tanque de saltos, que acabou por ser transformada numa piscina com 1,50 metros de profundidade. Já o complexo do Campo Grande foi alvo de obras e será uma piscina totalmente coberta. Da piscina inicial criada em 1960 e assinada pelo arquiteto Francisco Keil do Amaral, também responsável pelo Parque de Monsanto e o Metropolitano de Lisboa, resta atualmente muito pouco.

A Espassus é também uma piscina municipal, em Carnide, é hoje gerida pela junta de freguesia. É de acesso público, tem preços apelativos (principalmente para os moradores da zona) e, apesar de ser pequena, é a escolha de eleição para grupos de amigos e para famílias aos fins-de-semana, muito graças à segunda piscina em formato de hexágono para as crianças poderem nadar.

Ainda na zona da Grande Lisboa, mas agora na linha de Cascais, é impossível não falar da Piscina Oceânica de Oeiras, que, só no ano passado, recebeu 77 mil pessoas durante a época balnear, segundo fonte da Oeiras Viva. E aqui o tamanho é um aspeto fundamentalmente importante. Até porque as quatro pranchas – de 1, 3, 5 e 7,5 metros – assim o exigem. Nesta piscina, é difícil de dizer o que é o melhor: se a capacidade e qualidade das instalações, que foram construídas há mais de vinte anos, se a localização privilegiada – do passeio marítimo de Oeiras tem-se uma vista para o oceano Atlântico, que por sua vez também alimenta a estrutura.

O mesmo acontece com outras duas piscinas oceânicas, mas de entrada livre. A Piscina das Azenhas do Mar, em Sintra, junto à praia com o mesmo nome e com vista para o casa­rio branco da aldeia, que pertence a Colares. E a Piscina Oceânica Alberto Romano, em Cascais, que tem uma estrutura e uma oferta totalmente distinta da piscina de Oeiras.

Em ambas as piscinas, o mar continua a estar à sua frente, que alimenta o tanque quando a maré sobe, mas aqui a estrutura foi construída diretamente nas rochas, no caso de Colares, e colada ao paredão de Cascais, no caso da Piscina Oceânica Alberto Romano. Esta piscina tem o nome de um antigo presidente da Junta de Turismo da Costa do Estoril e fica entre as praias da Duquesa e das Moitas.

Apesar de não haver limitações na utilização e no acesso da Alberto Romano, a presença do nadador-salvador só se mantém durante a época balnear, das 09h00 às 19h00. Mesmo em frente, há um café, o Escotilha Bar, para poder petiscar durante o dia ou simplesmente para beber um dos seus frescos batidos de frutas – aconselhamos o de morango e o de manga, porque são de beber e chorar por mais. Caso fique cansado de estar na piscina, há sempre muito areal por onde escolher nas praias ao lado.

Piscinas na Grande Lisboa


Piscina Espassus

Rua dos Táxis Palhinha (Carnide)

Telefone: 931462215

Website: jf-carnide.pt

Todos os dias, das 10h00 às 19h00, até 11 setembro. De 12 a 25 de setembro, apenas aos fins de semana

Preços: dos 4 aos 12 anos e mais de 65 anos – 2 euros; jovens dos 13 aos 17 anos – 3 euros; adultos  – 4 a 6 euros

Piscina Oceânica de Oeiras

Estrada Marginal-Praia da Torre (Oeiras)

Telefone: 214462552

Todos os dias, das 09h30 às 20h00, em agosto. E das 10h00 às 19h00, até 13 de setembro

Preços ao fim de semana, dia completo: dos 4 aos 11 anos – 7 euros; adultos – 13 euros; seniores – 8,50 euros. Em setembro, entram os preços da época baixa

Piscina Oceânica Alberto Romano

Av. Marginal, 1 (Cascais)

Piscina Oceânica das Azenhas do Mar

Colares (Sintra) 
Categorias Relacionadas
sobre o autor
Miguel Arranhado
Consultor de Marketing Digital

Já fui chamado por muitos nomes. “Editor”, “Chato”, “Chefinho”, ou (o meu preferido) “Mini-Chefe”. Sou amante das...

ver perfil
45
Publicações
Dicas relacionadas