Luísa Santos28 Jan 2020

lojas de pesca

licenças de pesca

Pesca Desportiva: como fazer e onde

Fica a conhecer os melhores locais do país.

A pesca desportiva é uma prática com alguma importância em Portugal e são vários os locais que se espalham pelo país para a praticar. É por isso que te damos a conhecer os melhores sítios para fazer este desporto, que se divide em diferentes áreas.

Pesca desportiva: o que precisas de saber

Paciência e persistência, tal como acontece na pesca (normal) propriamente dita, são igualmente precisas para encontrar o local que reúna as condições ideais para este desporto.

A pesca desportiva divide-se em três áreas: água doce, mar e pluma. É com base nessas áreas que, de seguida, referenciamos os melhores sítios para praticar este desporto, assim como as suas principais características e espécies de peixe mais capturadas.

Pesca desportiva em água doce
Seja em que área for, as licenças de pesca <lik-sub-cat-licencasdepesca> são indispensáveis para a prática de pesca desportiva, principalmente quando se quer participar num campeonato. Seja em barragens, lagos, lagoas, albufeiras, rios ou ribeiras, a segurança é palavra de ordem - assim como a legalidade da prática.

As espécies de peixe que mais se pescam em água doce são a Achigã, a Carpa, o Salmão, a Truta, o Lúcio, o Barbo, o Lúcioperca, a Enguia, o Peixe Gato e o Sável. Agora, importa saber quais os melhores locais para o fazer.

Claro está que nem todos os distritos, por exemplo, são adequados à prática das três áreas de pesca desportiva, contudo existem alguns locais a reter no que toca à prática da modalidade em água doce. Em Braga, por exemplo, esta área de pesca é muito concorrida, mais propriamente no Rio Ave (Santo Emilião).

Em Castelo Branco, por exemplo, um dos melhores sítios para a prática é a Barragem da Talagueira. Descendo até Coimbra, é no Rio Mondego (Choupalinho) que se encontram as melhores condições para a prática.

Em Faro, a Praia do Barril é um dos locais de eleição dos praticantes deste desporto, enquanto que, em Évora, a Ribeira de Raia (Cabeção) é um dos melhores locais para a pesca desportiva. Lagoas da Folhadosa, na Guarda, é também muito concorrida, à semelhança da Ribeira de Alge/Pista do Poeiro (Figueiró dos Vinhos) em Leiria.

Em Portalegre, a Ribeira de Sôr (Ponte de Sôr) tem ótimas condições para a pesca em água doce, assim como o Rio Ave (Santo Tirso) no Porto. Em Santarém, o Rio Almonda (Torres Novas) é um dos locais mais destacados.

homem-a-pescar.jpg


Pesca desportiva em água do mar
Mais "agitado" do que pescar em água doce, só mesmo nas ondas do mar. Fazer o lançamento da cana de pesca em águas tão mexidas é um momento ainda mais crucial neste contexto, pelo que importa, antes de tudo, dominar bem a técnica.

Se precisas de dicas sobre os melhores locais para pescar (se na praia, se em rochas), o melhor mesmo é perguntares os segredos escondidos da prática a outros pescadores, ou até mesmo fazeres a pergunta em lojas de pesca <link-sub-cat-lojasdepesca>.

Em águas salgadas, as espécies mais pescadas são a Dourada, o Robalo, o Sargo, a Baila, a Safia, a Ferreira, a Cavala, o Linguado, o Pargo, a Bica, a Corvina, a Lula, o Choco e o Carapau. A pergunta que agora se coloca é onde é que o podes fazer, locais que te damos a conhecer de seguida.

Em Faro, é na Praia do Barril que os pescadores mais gostam de pescar, enquanto que, na Póvoa de Varzim, é a Praia da Aguçadoura que mais praticantes recebe. O distrito de Setúbal, por sua vez, é um dos melhores para esta área de pesca desportiva, com várias praias de ótimas condições, como é o caso da Praia da Fonte da Telha.

Pesca desportiva à pluma
Esta é uma das áreas mais desafiantes, senão a mais desafiante, da pesca desportiva. As canas de pesca são totalmente diferentes das tradicionais, assim como as diferentes técnicas que podem ser utilizadas durante a prática - cada uma com especificidades diferentes.

A pesca à pluma é feita à superfície, normalmente em rios ou lagos, e é com base num isco forte (conhecido como "pluma" ou "mosca") que se apanha o peixe. Nestes casos, a linha utilizada nas canas é muito mais pesada do que a convencional, o suficiente para apanhar o animal à superfície da água - que, geralmente, nada próximo do pescador.

A pesca à pluma também é conhecida como Fly Fishing, dada a sua particularidade e o facto da cana "voar" sobre a água com agilidade e rapidez muito peculiares. Em Portugal, os peixes mais pescados à pluma são a Truta, o Lúcio, o Barbo, a Boga, o Escalo, a Achigã e a Carpa.

Caso tenhas curiosidade em aprender e praticar esta modalidade, podes recorrer a empresas como a Flyfip, que se especializa na organização deste tipo de encontros, transmitindo todos os conhecimentos necessários ao domínio da prática.

Em qualquer um dos casos, a pesca desportiva pode rapidamente passar de um simples "desporto" para uma verdadeira competição, onde existem regras específicas para ganhar cada campeonato - como, de resto, acontece com todos os desportos.
categorias relacionadas
sobre o autor
Luísa Santos
Content Writer

A paixão pelas palavras acompanha-a desde sempre e a curiosidade por aquilo que não sabe leva-a a verbalizar todas as...

ver perfil
61
Publicações
Experiência relacionadas