• Rua Godinho 866
    4450-147 MATOSINHOS
  • 8€Preço médio
  • geral@pedarroz.pt
  • visitar website
  • 935 681 523
Baseado em 194 avaliações
Serviços
Serviço Buffet
Sobre Restaurante Pé D'Arroz

“A verdadeira ordem é o templo, movimento do coração do arquitecto que, à semelhança de uma raíz, liga a diversidade dos materiais, e que pressupõe essa mesma diversidade para ser uno, duradoiro e precioso.”
Antoine de Saint Exupéry – Cidadela (1948)

A construção de um templo obedece a uma série de leis, fórmulas e rituais que desde tempos imemoriais foram transmitidos oralmente de geração em geração. Desde o cálculo da geometria da pedra de fundação, à construção dos tabiques, a preparação das argamassas, a consagração aos elementos….

A estes processos ritualísticos que foram perdurando ao longo dos tempos, mantendo-se vivos até à actualidade, damos o nome de tradição.

Templo da alma e do espírito, o local onde se cozinha o alimento do corpo é aquele onde diariamente se experiência mais profundamente o processo alquímico mais anímico e visceral. Cozinhada é também toda a construção, feita de detalhes, tempos de maturação, repouso e cozedura…

Como linho urdido na teia, a trama em árvore constrói-se em repetidos movimentos, que em tensões matemáticas vão formando a estrutura, a ossatura do templo. As madeiras que a constituem vêm de longe, do bosque plantado pelo rei poeta. Ecoa então por toda a obra a música composta pelo tilintar agudo dos martelos a baterem nos pregos ao mesmo tempo que se solta o aroma fresco do pinheiro e o odor morno das madeiras temperadas com sedosos óleos naturais, ceras e resinas de árvores em sintonia com o cheiro estaladiço das aromáticas….

A preparação das argamassas, revestimento da estrutura é um momento mágico! A preparação dos ingredientes, a dosagem, a calda; e depois a modelagem, a protecção térmica e higrométrica. A mão sente, a talocha espalha, a esponja humedece, a mão modela. Depois vem a espera, o humedecimento do suporte, a repetição do procedimento, o primeiro aperto, o ponto de açúcar …

Concluído o ritual, estão a rigor vestidas as paredes em argila e açafrão que agora conversam com o verde e a água fresca do jardim, éter, fonte de vida.
Pronto o cozinhado, feito de ingredientes biológicos da mais elevada qualidade, está pronto a servir e a receber todos os que apreciam a arte da vida, em particular os que perseguem a riqueza de sabores e sentidos de apurado e sensível palato.

A construção de um templo obedece a uma série de leis, fórmulas e rituais que desde tempos imemoriais foram transmitidos oralmente de geração em geração. Desde o cálculo da geometria da pedra de fundação, à construção dos tabiques, a preparação das argamassas, a consagração aos elementos….

A estes processos ritualísticos que foram perdurando ao longo dos tempos, mantendo-se vivos até à actualidade, damos o nome de tradição.

Templo da alma e do espírito, o local onde se cozinha o alimento do corpo é aquele onde diariamente se experiência mais profundamente o processo alquímico mais anímico e visceral. Cozinhada é também toda a construção, feita de detalhes, tempos de maturação, repouso e cozedura…

Como linho urdido na teia, a trama em árvore constrói-se em repetidos movimentos, que em tensões matemáticas vão formando a estrutura, a ossatura do templo. As madeiras que a constituem vêm de longe, do bosque plantado pelo rei poeta. Ecoa então por toda a obra a música composta pelo tilintar agudo dos martelos a baterem nos pregos ao mesmo tempo que se solta o aroma fresco do pinheiro e o odor morno das madeiras temperadas com sedosos óleos naturais, ceras e resinas de árvores em sintonia com o cheiro estaladiço das aromáticas….

A preparação das argamassas, revestimento da estrutura é um momento mágico! A preparação dos ingredientes, a dosagem, a calda; e depois a modelagem, a protecção térmica e higrométrica. A mão sente, a talocha espalha, a esponja humedece, a mão modela. Depois vem a espera, o humedecimento do suporte, a repetição do procedimento, o primeiro aperto, o ponto de açúcar …

Concluído o ritual, estão a rigor vestidas as paredes em argila e açafrão que agora conversam com o verde e a água fresca do jardim, éter, fonte de vida.
Pronto o cozinhado, feito de ingredientes biológicos da mais elevada qualidade, está pronto a servir e a receber todos os que apreciam a arte da vida, em particular os que perseguem a riqueza de sabores e sentidos de apurado e sensível palato.

Fotos
Características
Métodos de Pagamento
  • Cartão de Crédito
  • Dinheiro
Horário Especial
  • Aberto aos Fins de Semana
Preços das Refeições
  • Menos de 10€
Refeições
  • Almoço
  • Jantar
Comodidades
  • Aceita Reservas
Características do Restaurante
  • Apropriado para crianças
  • Estacionamento gratuito
  • Esplanada
  • WC para pessoas com mobilidade reduzida
  • WI-FI
Ideal Para
  • Crianças
  • Famílias
  • Amigos
Prémios
TripAdvisor
  • Certificate of Excellence 2019
Publicações relacionadas