Luísa Santos29 Jan 2020

centros de dia

casas de repouso

Como escolher um lar de idosos?

São várias as questões a ter em consideração.

Escolher "o" lar de idosos pode ser um verdadeiro desafio. Independentemente da quantidade de serviços que um lar possa prestar, e por muito bem que se possa publicitar, há sempre uma incerteza que paira no ar na hora de escolher um local destes. Por isso, há algumas questões que devem ser consideradas antes de se tomar uma decisão.

Como escolher um lar de idosos?

É uma questão delicada, sabemos, por isso é tão importante que algumas questões sejam consideradas antes de escolher o lar de idosos ideal. Como tal, aconselhamos-te a que não te deixes "vender" apenas por um bom site ou serviço de atendimento, por exemplo, porque há muito mais fatores que devem ser pensados.

Há uns que parecem mais "óbvios" do que outros, como é o caso do preço e da localização do lar. No entanto, há mais questões que devem ser consideradas se o objetivo for escolher, de facto, o melhor lar para hospedar uma pessoa querida e, que de facto, necessite desse apoio.

Por isso, reunimos algumas questões que devem ser estudadas antes de escolher um lar de idosos. Antes de tudo, é importante que saibas que, entre lares públicos e privados, os primeiros são mais económicos. Ainda assim, é muito difícil encontrar uma vaga com a rapidez necessária.

Mas há vários tipos de lares (tanto públicos como privados), como são exemplos as casas de saúde <link-sub-cat-casasdesaude>, centros de dia <link-sub-cat-centrosdedia> ou casas de repouso <link-sub-cat-casasderepouso>.

Recolhe referências
Em primeiro lugar, é importante que ouças a opinião de outras pessoas, isto é, daquelas que já tiveram algum familiar no lar de idosos que estás a considerar. O mesmo se aplica, claro está, a pessoas que tenham referências de outras conhecidas.

É essencial que ouças todos os detalhes, dos bons aos maus, para que tenhas a total perceção de como acontece o serviço em cada um dos lares de idosos que estás a comparar. Informações sobre a hora de refeições, da higiene ou toma de comprimidos são muito importantes de recolher nesta fase.

De igual forma, é importante que percebas se, porventura, existe algum plano de atividades para os idosos "hospedados" nos lares que estás a comparar. Esta é uma questão essencial, uma vez que te permite perceber se, as pessoas em causa, usufruem de momentos de convívio e se são estimuladas (física e psicologicamente).

Estuda a localização
Como já referido, e apesar de mais abrangente, este é um fator que deve pesar na decisão final de escolher um lar de idosos. A localização do lar é fundamental, essencialmente para quem visita as pessoas que, no fundo, lá ficam a viver.

Como tal, é importante ter em consideração não só a facilidade de acessos que existem para chegar ao lar, como também a proximidade com a tua área de residência ou, então, de trabalho. Mas estes não são os únicos indicadores a considerar...

A localização é igualmente importante no caso de existir algum tipo de emergência que obrigue a pessoa a ser transportada até a um hospital. De igual forma, e para responder a eventuais situações do género, é essencial que estejas por perto caso seja necessário dirigires-te ao lar em questão.

convivio.jpg


Define um orçamento (e quem o paga)
Esta é uma questão que não pode, de todo, ser descurada. Geralmente, o internamento num lar de idosos implica o pagamento de uma espécie de mensalidade, que tem de ser liquidada sem falhas. Como provavelmente saberás, este é um custo, normalmente, elevado.

Como tal, é importante que definas um orçamento inicial e que, em família, discutas quem se irá encarregar do pagamento da mensalidade - assim como se só estará uma pessoa encarregue do valor total ou se, esse, será repartido por vários elementos da família.

Em todo o caso, e independentemente da decisão que tomares em família, é fundamental que escolham um "representante"  responsável pelos tais pagamentos mensais. Dessa forma, garantes que nenhuma mensalidade fica em falta.

Visita vários lares
Reune os lares que considerares mais convenientes, tendo em conta as questões até agora mencionadas, e agenda visitas com os mesmos. Esta é uma prática recorrente em lares de idosos, pelo que não terás problemas em agendar a visita.

Ainda assim, aconselhamos-te a que, a mesma, seja guiada por um profissional que lá trabalhe (ou, até, pelo direto da instituição). Dessa forma, podes inteirar-te de detalhes mais específicos e garantir que todas as divisões te são mostradas.

Dessa forma, podes conhecer o espaço na totalidade, perceber se vai de encontro às necessidades que procuras, se está bem equipado, se as infra-estruturas são modernas. É também uma excelente oportunidade para conheceres toda a equipa que trabalha em cada um dos lares visitados.

Com essas visitas guiadas, podes, também, começar a perceber qual a rotina implementada em cada um dos lares visitados. Assim, apercebes-te dos horários das refeições, se estão a decorrer atividades, se são fomentados convívios entre os idosos, entre outros pontos importantes.

Está atento ao ambiente
Com "ambiente", queremos alertar para a forma como se "vive" dentro de cada lar. As pessoas parecem-te felizes? Estão ocupadas? Ou, pelo contrário, aparentam estar infelizes e contrariadas? É fundamental que observes todas estas questões antes de tomares uma decisão.
categorias relacionadas
sobre o autor
Luísa Santos
Content Writer

A paixão pelas palavras acompanha-a desde sempre e a curiosidade por aquilo que não sabe leva-a a verbalizar todas as...

ver perfil
61
Publicações
Experiência relacionadas