Luísa Santos28 Jan 2020

lojas de equitação

aulas de equitação

Aulas de equitação: tudo o que precisas de saber

Há aulas em todo o país.

Muitas vezes vista como uma prática "de elite", a equitação tende a não fazer parte das opções da maior parte das pessoas, mas a verdade é que, nos dias de hoje, existem escolas de equitação que praticam ótimos preços e que só exigem do aluno o material adequado.

O que não pode falhar na prática de equitação


O que é a equitação
Antes de tudo, é preciso aprender aquilo que "vem nos livros", isto é, tudo o que esta prática implica e tudo aquilo que, através dela, se pode aprender. A equitação consiste, por isso, compreensão e mestria da arte de montar a cavalo.

Todas as práticas desportivas que envolvam cavalos fazem parte da equitação, que exige muito mais a nível psicológico do que aquilo que se possa pensar. É imperativo que se entenda a forma de estar do animal, bem como o seu comportamento natural e maneira de agir.

Esta arte de cavalgar é uma arte intensa e complexa, que exige conhecimentos que, na sua maioria, podem ser adquiridos através de equitação , onde professores experientes estão prontos a explicar tudo aquilo que a prática encerra.

Onde ter aulas de equitação
É importante escolher um sítio adequado às necessidades de quem aprende equitação e quer evoluir na modalidade. Frequentar uma escola do género é imperativo, sobretudo para aqueles que não têm qualquer conhecimento na área - nem tão pouco sobre o animal. 

É nesses locais que se torna possível não só aprender a praticar a modalidade, como também a lidar com animais que têm vontade própria e particularidades muito vincadas. Saber lidar com cavalos é, por isso, um dos objetivos principais das escolas de equitação, de forma a que esses sejam sempre bem tratados e respeitados.

As aulas de equitação podem, por isso, ser lecionadas em qualquer instituição adequada à prática. Há várias espalhadas por todo o país, como são exemplo aquelas que se seguem:


Há muitas outras escolas de equitação espalhadas pelo país, pelo que, na hora da escolha, importa saber quais os tipos de aulas que existem, assim como os preços praticados.

montar-a-cavalo.jpg


O material do cavaleiro
Numa primeira fase, só precisas de te preocupar com o equipamento de equitação para ti, enquanto aluno. Com isto queremos dizer que, apesar de existir material para o próprio cavalo, esse não será necessário no caso de estares a frequentar aulas - isto porque, regra geral, as escolas dispõem desse tipo de equipamento.

Isto significa que, como futuro cavaleiro, deves ter algum material que te vai ajudar na prática da modalidade, principalmente em termos de conforto e adaptação ao animal. Assim sendo, não pode faltar equipamento como:

  • Calças de equitação;
  • Pólo/camisa e/ou colete;
  • Toque de equitação (popularmente conhecido como "capacete");
  • Botas/botins de equitação;
  • Polainas;
  • Luvas.

Complementos como, por exemplo, os sticks e esporas, não são necessários num primeiro momento. Em todo o caso, antes de te aventurares na compra do equipamento mencionado em lojas de equitação, deves, primeiro, perguntar na escola e/ou ao professor qual o material que não pode faltar nas primeiras aulas.

O material do cavalo
Como te dissemos anteriormente, este é o tipo de equipamento de equitação com o qual não precisas de te preocupar de forma tão iminente. Ainda assim, é importante que conheças pormenorizadamente todo o material necessário:

  • Arreio: também conhecido como "sela", o arreio é o equipamento que te permite sentar em cima do cavalo, de forma a que o conforto de ambos nunca fique comprometido. É uma espécie de "assento" que é preso à volta da barriga do cavalo para maior segurança;
  • Estribos: são os acessórios nos quais colocas os pés depois de estares sentado em cima do cavalo. É, por isso, o material que te dá maior apoio e estabilidade;
  • Amortecedor de dorso: pode ou não ser utilizado, mas tem como objetivo amortecer a pressão exercida sobre o cavalo, que tem origem no peso do cavaleiro;
  • Cabeçadas e rédeas: a cabeçada envolve-se em torno da cabeça e boca do animal e prende-se às rédeas que, por sua vez, são utilizadas pelo cavaleiro para controlar o cavalo com comandos como virar para a esquerda/direita ou interromper o percurso.

Há uma série de outros equipamentos de equitação que podem ser necessários à prática e que dependem daquilo que se está, efetivamente, a praticar com o cavalo. Nesse sentido, também existem materiais específicos para usar em cavalos em repouso (como cobrejões e mantas ou até acessórios de limpeza dos cascos).

Praticar equitação é um processo que demora mais tempo do que aquilo que acontece noutras práticas, na maior parte das vezes. Isso acontece por ser necessário lidar com um animal autónomo, com o qual é necessário estabelecer uma ligação forte.

Pode não parecer, mas esse é um sentimento absolutamente necessário à equitação. A capacidade de perceber o cavalo e a ligação a manter com este são indispensáveis para manter o controlo de um animal com vontade própria.
Categorias Relacionadas
sobre o autor
Luísa Santos
Content Writer

A paixão pelas palavras acompanha-a desde sempre e a curiosidade por aquilo que não sabe leva-a a verbalizar todas as...

ver perfil
61
Publicações
Experiência relacionadas