Luísa Santos28 Jan 2020

aulas de pilates

Pilates: o que é, para que serve e quais os seus benefícios

É uma das práticas mais concorridas hoje em dia.

Pode parecer recente, mas o pilates nasceu nos anos 20 e foi alcançando, gradualmente, a popularidade que hoje se conhece. Apesar de famoso, ainda são muitas as dúvidas colocadas sobre esta prática, por isso fica a conhecer todas as suas características.

Tudo sobre o pilates


O que é o pilates?
O pilates é constituído por um conjunto de diferentes exercícios que envolvem a totalidade do corpo humano, desafiando-o de formas que nem se pensavam existir. Foi criado em 1920  na Alemanha, por Joseph Pilates e é a ele que deve o seu nome.

O pilates não exige só a força e controlo do corpo, como também da mente. Na verdade, a prática só é bem executada quando tanto o corpo como a mente estão em total sintonia, num nível de sincronização que promove a saúde e um bem-estar de quem pratica a modalidade.

O pilates pode ser praticado no solo ou com o auxílio de equipamentos, dependendo do nível da prática que está a ser explorado. A prática é muito procurada não só por quem procura manter um estilo de vida saudável como também para aqueles que querem emagrecer ou ter maior definição muscular.

Os benefícios do pilates
Ao requerer a participação de todo o corpo, esta prática acaba por trazer vantagens a todo e qualquer grupo muscular, conferindo-lhe a força e definição necessárias à manutenção de um estilo de vida saudável.

Um dos seus principais benefícios é o facto de poder ser praticado a par de outros desportos, nunca comprometendo o rendimento de quem o procura. Ao invés disso, a prática de pilates, quando aliada à de outras modalidades, melhora a performance de qualquer atleta.

Esta modalidade, de origem alemã, tem ganho popularidade nos quatro cantos do mundo, sendo que, hoje em dia, existem milhares de sítios onde se pode conhecer tudo sobre a mesma, para além de a poder praticar.

A prática de pilates é vantajosa para qualquer idade, sendo que qualquer pessoa a pode praticar. Crianças, grávidas, atletas de alto rendimento, idosos ou pessoas com deficiências motoras podem fazer pilates sem qualquer restrição - desde que, claro está, seja acompanhada por um profissional da área.

Atualmente, conhecem-se mais de 500 exercícios de pilates, que se distribuem em diferentes níveis consoante a facilidade ou dificuldade com que cada pessoa os executa. No nível mais básico ou no mais avançado, qualquer pessoa beneficia de praticar esta modalidade. Mas há mais benefícios associados a esta modalidade:

  • Aumenta a flexibilidade e o equilíbrio dinâmico;
  • Melhora a postura e a coordenação motora;
  • Previne lesões relacionadas com desequilíbrios musculares, para além de ser muito procurada em situações de fisioterapia; 
  • Aumenta força muscular e contribui para a definição de músculos;
  • Melhora a circulação sanguínea;
  • Melhora a gestão de stress;
  • Melhorar a concentração.

equipamento-de-pilates.jpg

Tipos de pilates
São cinco os principais tipos de pilates que existem e que são, por conseguinte, os mais praticados:

  1. Mat Pilates: também conhecido como "pilates no tapete" e é feito no chão, com o auxílio de pouco ou nenhum equipamento. É o tipo mais procurado e praticado nas aulas de pilates <link-sub-cat-aulasdepilates> que acontecem em ginásios ou estúdios da modalidade;
  2. Reformer Pilates: é praticado recorrendo a um equipamento muito específico: o Reformer. Trata-se de uma plataforma instável que tem associadas características muito próprias, como uma barra de pés, roldanas e molas de resistência que, por sua vez, aumenta a dificuldade dos exercícios;
  3. Classical Pilates: é conhecido como "pilates clássico" e é o tipo que mais se aproxima à sua criação original, imaginada por Joseph Pilates. Este género intensifica os movimentos corporais e só pode ser realizado em estúdios de pilates, onde se encontram equipamentos como uma Cadillac/Trapeze Table, cadeiras ou barris de pilates, entre outros;
  4. Contemporary Pilates: é o Pilates Moderno, que conjuga os exercícios e equipamentos do pilates clássico com novos exercícios, baseados na Ciência (e sob princípios da biomecânica e da fisioterapia). É muito procurado em situações de reabilitação ou para auxiliar pessoas com mobilidade reduzida, grávidas ou com algum tipo de deficiência;
  5. Clinical Pilates: é o Pilates Clínico, que introduz uma abordagem holística na modalidade. É normalmente realizado por profissionais pós-graduados na área e até por fisioterapeutas na recuperação de lesões musculares de todo o tipo.

Aulas de pilates
Hoje em dia, quase todos os ginásios têm o pilates como modalidade de grupo, como acontece no Solinca, Holmes Place ou Go Gym. No entanto, são vários os estúdios de pilates espalhados por todo o país e que se dedicam a aulas privadas com o auxílio de equipamentos próprios. 

Enquanto que, em ginásios, as aulas são dadas em grupo e estão incluídas no pagamento mensal, o mesmo não acontece nos estúdios de pilates que se focam, unicamente, nessa modalidade. Aí, os preços variam consoante a quantidade de aulas e a duração das mesmas, pelo que um contacto direto com um espaço do género é o mais aconselhado nessas situações.
categorias relacionadas
sobre o autor
Luísa Santos
Content Writer

A paixão pelas palavras acompanha-a desde sempre e a curiosidade por aquilo que não sabe leva-a a verbalizar todas as...

ver perfil
61
Publicações
Experiência relacionadas