Mara Domingues29 Jan 2020

agroturismo

hotéis rurais

Que bem que se está no campo

O que estamos mesmo a precisar é de uma escapadinha no campo

O turismo rural foi se desenvolvendo e o que não nos faltam, são alternativas para descansarmos ao som dos passarinhos, no meio da natureza.
 
Mas afinal o que é o turismo rural?
 
Muitos de nós não temos essa consciência, contudo começámos a fazer turismo rural ainda em pequenos. Recordam-se de ir passar as férias a casa dos avós? De passar o dia todo nos campos, a tratar de animais (muitas vezes bem maiores que nós). A semear legumes ou a apanhar fruta?A comer o que a terra dava sem aditivos ou conservantes? Deslumbrar-nos com um céu estrelado ao qual não tínhamos acesso na cidade?
 
Isto é turismo rural!
O melhor dizendo turismo rural familiar.
 
Quer fiques hospedado num hotel de charme, numa quinta como a Casa de Louredo-Gerês, em Louredo da Ribeira, ou mesmo numa habituação recuperada, o que diferencia este tipo de alojamento dos restantes, é o contato com a vida e a rotina do campo.
 
Nos últimos anos, a definição de turismo foi-se alterando. Quer os turistas, quer os investidores, começaram a olhar para as várias potencialidades do país que até aí, se foi focando apenas na costa e na zona das serras.
 
Muitas aldeias, anteriormente esquecidas e desertificadas, foram ganhando uma vida nova e novos visitantes. As habitações foram recuperadas tornando-as modernas, mas mantendo a sua traça original.
Muitas destas casas são monumentais e carregam um enorme peso histórico, sendo referências patrimoniais. Seria uma pena perdermos esses marcos históricos.
 
A descoberta do Agroturismo
 
O Turismo Rural, ao colocar os visitantes a lidar de perto com a rotina do campo, veio trazer um enorme contributo para a agricultura. As culturas tendem a crescer, já que é da terra que se retiram os alimentos que os hóspedes irão comer e que estão à sua disposição para comprarem. 
 
Lá está! 
É como ir à terra dos avós e vir com o carro carregado de batatas, cebolas, maçãs, pêssegos, etc...
Muitos espaços de Agroturismo, têm atividades planificadas onde poderás experienciar o cultivo da terra. 
Por exemplo, na Quinta da Pacheca, encostada ao Douro, tens a possibilidade de participar nas vindimas. Começando na apanha dos cachos, até ao pisar das uvas, tens a oportunidade de fazer uma viagem no tempo e fazer parte de uma forma ativa no processo do vinho, tal como faziam os nossos antepassados.
 
No Agroturismo, és recebido por uma família residente na aldeia e durante a tua estadia, és um deles. Vives as suas rotinas, colaboras nas suas tarefas e de uma nova realidade.
No entanto, também terás a oportunidade de ser turista, degustando da gastronomia local e descobrindo o património cultural e natural da região.
 
Podes encontrar inúmeros espaços por todo o país, onde podes fazer Agroturismo como o Monte da Estrela Country House & Spa. Aqui podes relaxar na planície alentejana, enquanto participas na apanha da azeitona ou vais buscar os ovos diretamente à capoeira. 
Mas como nem só de trabalho vive o homem, este espaço, tem uma biblioteca, um salão de jogos, piscina, jacuzzi entre outros espaços para teres umas férias fantásticas.
 
Se preferires a paisagem mais montanhosa, a Quinta da Pereira em Vila Flor, uma casa senhorial do século XIX, tem todas as comodidades para descontraíres à beira da piscina ou na apanha da amêndoa.
 
Turismo de Habitação para desligar
 
Se apenas te apetece uma escapadinha para descansar do reboliço da cidade e aproveitar o dolce far niente do campo, este género de turismo, é o mais indicado. O turismo de habitação tem se desenvolvido com a recuperação de casas patrimoniais espalhadas de norte a sul e ilhas. Na TURIHAB – Associação do Turismo de Habitação, a mais antiga Associação desta área em Portugal, tem inúmeras soluções como os Solares de Portugal, que encontras em Moção, Ponte da Barca ou Ponte de Lima.
 
A grande diferença entre o Agroturismo e o Turismo de Habitação, é que neste último, não mexes uma palha!!!
És hóspede e nada mais que hóspede! 
Tens igualmente a possibilidade de poderes usufruir das maravilhas do campo, podes (e deves) passear. Aproveitar para conviver com os locais e descobrir a sua riqueza, mas não participas nas rotinas da vida rural.
Ou seja, não vais à apanha da batata nem dar de comer aos porquinhos.
  
Hotéis Rurais de Charme
 
Ainda tens outra modalidade de turismo rural, os hotéis rurais de charme. Nos últimos anos houve um boom deste tipo de hotéis e a verdade é que a adesão é elevadíssima. 
Localizados no meio campestre, não deixam de ter um toque chique e elegante, sendo muito deles criados de raiz. Apesar de terem a estrutura de um hotel, podes contar com um atendimento próximo. Por norma, quem te recebe também é o proprietário.
As opções são tantas que o difícil vai ser escolheres. Areias do Seixo em Póvoa de Penafirme, um hotel-eco rural e minimalista ou o Martinhal Beach Resort & Hotel localizado entre o parque natural e a praia em Sagres, são algumas possibilidades.
 
Ora então, podes ir para o campo com direito a todas as experiências rurais, desde a lavoura a cuidar dos animais. No entanto, tens a possibilidade de ficar de papo para o ar, quer seja numa casa de campo em turismo de habitação. Ou ainda de aproveitares um dos muitos hotéis de charme.

O que interessa é ires e saboreares tudo de bom que o campo oferece.
Categorias Relacionadas
sobre o autor
Mara Domingues
Redação e criação de conteúdos

O meu nome é Mara, muitas vezes confundido com Maria, Marta ou até mesmo Lara.
E onde entra a escrita na minha vida?...

ver perfil
62
Publicações
Experiência relacionadas