Miguel Arranhado15 Nov 2019

restauros de sofás

restauro de tapetes

restauro de quadros

restauro de móveis

restauro de antiguidades

Como restaurar móveis antigos

Como criar um espaço bonito e moderno, sem comprar móveis novos.


Muitas vezes temos vontade de dar um novo ar à nossa casa. No entanto, não avançamos com essa vontade, porque pensamos que temos de fazer um grande investimento financeiro para termos o resultado que pretendemos. Acabamos por desistir da ideia, sem antes repararmos que já temos muitas coisas em casa que podemos reaproveitar e, com alguma paciência e dedicação, conseguimos reaproveitá-las para criar novos ambientes na nossa casa.

Os móveis de restauro de móveis são muito resistentes e duram, em regra geral, muito tempo, desgastando-se com o passar do tempo e podendo ser restaurados muito facilmente. Estes móveis, em especial os antigos, costumam ter um design intemporal e dar uma identidade muito própria a uma habitação da casa. Para além disso, foram feitos para que durem muitos anos e sobrevivam a muitos restauros.

O que necessitas para restaurar móveis antigos


Para poderes restauro de antiguidades, irás precisar primeiro de comprar alguns produtos. Tudo depende do estado em que o móvel se encontra, mas existem algumas coisas que são imprescindíveis na restauração de móveis antigos. Os produtos mais básicos são:

  • Lixas com diferentes tipos de grãos;
  • Cola para madeira;
  • Massa para acabamento em madeira;
  • Rolos pequenos e pincéis para pintar;
  • Tinta para madeira à base de água ou solvente na cor que desejas;
  • Um pano húmido para limpar o móvel;
  • Primário para metais e madeiras;
  • Verniz protetor para madeira;
  • Jornais velhos para não estragares o chão.

Antes de começares o restauro, separa bem os materiais que vais usar, prepara o local onde irás trabalhar e verifica mais uma vez as necessidades do móvel, para teres a certeza que compraste tudo o que necessitas.

Dicas para usares antes de começares a restaurar um móvel


O conselho mais importante que te podemos dar sobre restaurar um móvel antigo é teres paciência, já que os processos de restauração exigem bastante paciência, calma e tempo. Para além disso, existem ainda outros cuidados que deves ter para poderes garantir que vais ter um bom resultado final.

Primeiro, escolhe um local arejado e bem iluminado para trabalhares. Cobre o espaço com jornais velhos ou plástico para prevenires que deixas tudo sujo ou com pingas de tinta. Para além disso, não te esqueças de te proteger com luvas e óculos de proteção, para não te magoares, enquanto trabalhas.

Analisa bem o estado do móvel, percebe o que necessitas de fazer para o restaurar e faz uma lista com os materiais que precisas, para teres a certeza de que tens tudo. Apesar de ser uma das tarefas mais difíceis e monótonas, é durante este processo que irás conhecer melhor o móvel, descobrir os seus defeitos, perceber quais são as áreas que irão necessitar de massa ou de cola e notares todos os detalhes que tornam o móvel especial.

Como pintar e restaurar os móveis antigos


No momento em que tens tudo preparado, já podes começar o restauro. Se não sabes bem como o fazer, segue estes passos como guia para o teu trabalho, para poderes estar organizado e sentires que estás a progredir bem no restauro do teu móvel.

Retira todos os acessórios: o primeiro passo para começares a restaurar um móvel antigo é retirares todos os acessórios que ele tem. Retira os puxadores, as alças, as dobradiças e outras partes que sejam possíveis de retirar. Isto irá permitir que consigas cobrir o móvel com tinta sem respingares nos acessórios.

Limpa o móvel: usa uns panos húmidos para limpares a sujidade acumulada com o tempo, para poderes deixar o móvel pronto para ser pintado.

Arranja as partes que estiverem danificadas: com uma massa própria para madeiras, começa a tratar das partes danificadas, como buracos, zonas lascadas e áreas quinadas.

Lixa o móvel: lixa o móvel com cuidado para que consigas retirar sujidades, tinta, verniz e outros revestimentos já antigos e gastos. Este passo é muito importante, uma vez que sem ele a nova tinta que colocares não irá aderir tão facilmente.

Retira a sujidade: depois de lixares bem o móvel, tens de limpar bem os resíduos dessa tarefa. Por isso, usa um pano para limpares bem as sujidades e o pó acumulado.

Pinta o móvel: antes de começares a pintar, escolhe bem o tipo de tinta e a cor que vais usar. Depois de teres isto bem definido, começa a pintar. Usa os rolos de espuma e os pincéis, fazendo sempre movimentos na mesma direção e num único sentido. Espera que a tinta seque bem e aplica-lhe uma nova camada, dando mais atenção aos detalhes da pintura.

Volta a colocar os acessórios: depois da segunda camada de tinta ter secado, volta a colocar os acessórios que retiraste nos seus lugares, usando uma chave de fendas.

Quando terminares estes sete passos, a tua restauração estará finalizada. Contudo, ao longo deste processo, está atento às necessidades escondidas do móvel, para perceberes, por exemplo, se só duas camadas de tinta irão chegar ou se não necessitas de substituir algum dos seus acessórios ou ainda dar um acabamento diferente.

De um modo geral, restaurar móveis antigos é sinónimo de poupança de dinheiro, valorização do nosso património pessoal e de dar um carinho especial à decoração da nossa casa, por estarmos a dar uma nova vida a uma peça cheia de sentimentos e memórias. 
sobre o autor
Miguel Arranhado
Consultor de Marketing Digital

Já fui chamado por muitos nomes. “Editor”, “Chato”, “Chefinho”, ou (o meu preferido) “Mini-Chefe”. Sou amante das...

ver perfil
45
Publicações
Dicas relacionadas