Luísa Santos28 Jan 2020

móveis de sala

móveis de jardim

móveis de escritório

móveis de cozinha

móveis de casa de banho

5 tipos de mobiliário para renovar a casa

Sugestões de mobiliário para renovar as divisões lá de casa

Renovar a casa é, simultaneamente, uma tarefa árdua e divertida. É verdade que não precisas de mobilar a casa na sua totalidade, mas de certeza que há uma ou outra divisão que gostavas de ver de forma diferente, isto é, com móveis novos - sejam eles modernos ou mais antigos.

De facto, tudo depende do gosto de cada um, mas a diversão, essa, é garantida. Existem vários tipos de mobiliário, novos ou em segunda mão, capazes de dar uma nova vida à tua casa.

Os 5 Tipos De Móveis Que Não Podem Faltar

Arregaça as mangas e estabelece um orçamento inicial, senão a probabilidade de investires mais do que devias (ou podes) é elevadíssima. As nossas sugestões vão centrar-se em cinco dos espaços mais utilizados da casa: sala, cozinha, escritório, casa de banho e jardim.

Móveis de sala

A sala é, sem dúvida, uma das divisões mais vezes ocupadas dentro de uma casa. A verdade é que podemos, até, nem estar a falar de uma casa, mas de um espaço corporativo que em si tenha uma sala.

Como tal, as nossas sugestões vão de encontro ao mobiliário que não pode faltar numa sala e que, por conseguinte, lhe conferem uma vida (ainda mais) especial. Os móveis de sala que não podem faltar são:
  • Sofá(s): sem eles, não há como desfrutar de um bom serão a ver mais um episódio da série que começaste ontem. As opções são imensas, maiores ou mais pequenas, com ou sem chaise longue. O IKEA pode ser um bom ponto de partida para começares a tua procura, para além de outras lojas locais especializadas nesse tipo de mobiliário;
  • Mesa de apoio: pode ou não existir, dependendo do tamanho da sala que queres renovar. Mas a nossa sugestão é que procures mesas de vidro para servirem de apoio a revistas, peças de decoração ou até mesmo aos comandos da TV;
  • Mesa de jantar: é essencial em qualquer sala e ideal para os momentos de refeição. Apesar disso, pode também servir como mesa de apoio para, por exemplo, algumas sessões de trabalho;
  • Móvel de televisão: a solução ideal para aqueles que não querem fazer furos na parede e preferem apoiar a televisão numa mesa que, se for de madeira branca e castanha, confere muita personalidade à divisão;
  • Estante/móvel de decoração: pode ser útil para colocar livros ou outras peças de decoração. Existem opções muito originais no mercado.

Móveis de cozinha

Os móveis de cozinha representam, talvez, o maior investimento da casa, mas a verdade é que, se forem de boa qualidade, são capazes de durar uma vida. Tudo depende do tamanho da divisão e daquilo que é possível fazer dentro da mesma.

Claro está que os móveis de apoio (e arrumação) são absolutamente essenciais, não só porque oferecem muito espaço - para a preparação de cozinhados, por exemplo -, mas também porque dão muito espaço de organização.

O ideal é que os móveis sejam feitos à medida, mas, nessa impossibilidade, encontras excelentes opções em lojas como o IKEA, JOM ou Conforama. O mobiliário de cozinha, seja ele colocado acima ou em baixo do balcão principal, oferece espaço de arrumação com combinações de portas e gavetas que podem, depois, ser organizadas por ti. São também a solução ideal para "esconder" eletrodomésticos, como a máquina de lavar, o forno ou o frigorífico.

Se o espaço o permitir, podes ainda dispor algumas prateleiras de arrumação na parede ou, então, optar por móveis mais baixos e, até, amovíveis. O mesmo se aplica a uma mesa de apoio, onde podes usufruir das tuas refeições e, claro está, cadeiras que a acompanhem.

Móveis de escritório

Esta é uma das divisões da casa que requer maior organização. É um espaço de trabalho, o que significa que tudo o que nele se encontra deve estar no sítio devido - e as alterações devem, regra geral, ser poucas. Nesse sentido, há alguns móveis de escritório que não podem faltar:
  • Secretária: quando maior, melhor. Oferece espaço para trabalhar no computador e lá o deixar quando terminares o que estavas a fazer, para além de poderes colocar outros objetos - como de decoração, candeeiros e livros;
  • Mobiliário multifuncional: é aquele tipo de móveis que pode, ou não, ser embutido na parede, desde que a palavra de ordem seja "organização". As gavetas são imprescindíveis, a par das prateleiras, que permitem guardar documentos importantes e/livros;
  • Cadeira(s): quanto mais ergonómica for, melhor e, novamente, tudo depende do espaço - até porque podem estar duas pessoas a trabalhar ao mesmo tempo, o que requer a presença de mais uma cadeira na divisão;

Em qualquer dos casos, pode não querer optar por móveis já fabricados e escolher opções à medida.

Móveis de casa de banho

Na maior parte das vezes, esta é a divisão da casa mais pequena, o que não oferece a possibilidade de ter grandes ideias de decoração. Nada que uma boa dose de criatividade não resolva, até porque o segredo está em olhar para os móveis de casa de banho de forma diferente.

É verdade que a mobília de casa de banho pode ser muito "igual", em que poucos são os pormenores diferentes independentemente das lojas de móveis onde possas entrar. Mas lembra-te: pensa de forma diferente e, em vez de guardares as toalhas de banho no móvel por debaixo do lavatório, compra um toalheiro - que certamente irá ocupar menos espaço.

Arrisca nas cores e/ou no mobiliário menos convencional. Acrescenta um cesto para depositares a roupa que vai para lavar e não te esqueças de colocar um espelho na parede. Depois, capricha na decoração (dica: as velas e as plantas falsas dão um toque muito original ao ambiente).

Móveis de jardim

Chegamos ao exterior e, também, ao local onde a imaginação é palavra de ordem. As possibilidades de renovar um jardim são imensas, algo que depende, também, da quantidade de espaço disponível. No caso de existir, por exemplo, uma piscina, as espreguiçadeiras são imprescindíveis.

Sejamos honestos: mesmo sem ela, é mais do que possível colocar esse género de cadeiras onde melhor convier. Há uma série de móveis de jardim muito originais e, acima de tudo, funcionais para tornar o espaço (ainda) mais apetecível.

As nossas sugestões aplicam-se, também, a jardins interiores, mais utilizados durante o ano. Nesses casos, montar uma mesa de refeições é a opção ideal para continuar a usufruir do espaço até mesmo nos dias mais frios ou de chuva.

Os puffs são uma opção original e podes colocar quantos quiseres à volta do espaço. Cadeiras, sofás (nos casos que os justifiquem), fogareiros para churrascos e camas de rede são também ótimas ideias para mobilar o jardim.
categorias relacionadas
sobre o autor
Luísa Santos
Content Writer

A paixão pelas palavras acompanha-a desde sempre e a curiosidade por aquilo que não sabe leva-a a verbalizar todas as...

ver perfil
61
Publicações
Dicas relacionadas