Nadine Mussá28 Jan 2020

Babysitters: a ajuda que precisa

Numa vida caótica, as babysitters podem ser uma ajuda valiosa

As, ou os, babysitters podem ser a solução ideal para encontrar o cuidado ideal para o teu filho ou filha sem ter de recorrer a creches. São cuidados mais personalizados, por serem privados e obedecerem a regras que os cuidadores principais de cada criança definem. 

Escolher uma babysitter pode ser um trabalho complicado; afinal, estamos a falar de alguém que tem de ser de franca confiança para prestar atenção e cuidados à tua criança nos momentos em que não podes estar presente. Algumas babysitters acompanham o bebé ou criança diariamente, enquanto os progenitores, ou cuidadores, se encontram a trabalhar, enquanto outras cobrem momentos pontuais, em situações particulares ou de emergência. De qualquer das formas, é imperativo que escolhas bem a profissional que cuidará do teu bebé ou criança, de modo a que este ou esta se mantenha em segurança junto de alguém em quem confias. É por isto que acreditamos que a escolha de babysitters, ou de uma babysitter, é um trabalho sério, que não deve levar a uma escolha feita sem ponderação.

 Deste modo, decidimos dar-te algumas dicas para que escolhas a melhor, ou o melhor, babysitter para cuidar do teu rebento.

 

  • Não descures a importância deste tema 
No que diz respeito a profissionais, é sempre relevante saber onde procurar. Um ou uma babysitter – porque hoje em dia já estamos a abrir as profissões a qualquer género – não é, de todo, uma exceção. No fundo, um babysitter é um profissional de extrema importância, uma vez que se trata de alguém que lidará com as pessoas mais importantes da tua vida: os teus filhos. As tuas crianças são, sem dúvida, quem deves proteger acima de tudo e todos, pelo que deves prestar especial atenção a esta busca pelo trabalhador certo.
 
 • Define onde queres procurar
Preferes procurar ajuda privada ou profissional para cuidar do teu bebé ou criança? A diferença pode estar no tipo de cuidados que necessitas que sejam prestados, na disponibilidade da pessoa que contratarás e na fiabilidade da mesma. Um babysitter privado poderá oferecer-te mais liberdade de escolha e adaptação aos teus horários e ao teu filho ou filha, enquanto uma empresa especializada poderá oferecer mais segurança neste tema. Tem em conta que, caso escolhas um profissional privado, asseguras que será sempre o mesmo cuidador a olhar pelo bem-estar da criança, enquanto isso poderá não acontecer através de uma empresa de babysitting,
 
 • Adapta o serviço às tuas necessidades (e às da tua criança)
Procuras alguém para substituir a necessidade de uma creche num horário permanente ou alguém para cobrir situações mais pontuais ou específicas em que não consegues estar presente fisicamente para a tua criança? É uma questão que tens de te colocar para perceberes exatamente o que é necessário para o vosso caso. 
 

Mulher sentada a olhar carinhosamente para o bebé que tem no colo
Mulher sentada a olhar carinhosamente para o bebé que tem no colo

• Requer recomendações
Saber que a pessoa que cuidará da tua criança é alguém fiável é, sem dúvida, um requerimento. Podes pedir recomendações por parte de outras pessoas que contrataram o serviço, seja a nível privado, ou em relação à empresa que potencialmente chamarás para o serviço. As recomendações são uma excelente maneira de verificar o profissionalismo e de assegurar a tua confiança na pessoa que cuidará da criança – ou crianças – em questão.
 
 • Tem em atenção as características que procuras
Independentemente de a tua criança ter necessidades especiais, há sempre detalhes que priorizas em detrimento de outros. Algumas pessoas sentem-se mais confortáveis com a ajuda de alguém mais velho ou experiente em lidar com crianças da faixa etária do teu filho ou filha, ou alguém de um género específico. O importante, neste caso, é que sintas que a pessoa que desempenhará as funções é a pessoa certa para as vossas necessidades.
 
 • Abre as tuas possibilidades
É importante que tenhas uma real noção da oferta disponível para a tua procura. Neste sentido, não te sintas pressionado para fazer uma escolha impulsiva, mesmo que seja uma situação urgente. Relembra-te da importância que a pessoa terá na tua vida, e, especialmente, na da criança. Entrevista diversos profissionais e empresas até encontrares a solução para o caso em questão. Assegura-te que te sentirás confortável ao deixar os teus filhos na companhia e no cuidado da pessoa ou empresa que consideras contratar. 
  
  • Faz uma lista de necessidades e prioridades
Impor regras é importante no desenvolvimento dos teus filhos, pelo que fazer uma lista de necessidades e prioridades para entregar à pessoa que contratas é necessário. Talvez possas usar essa lista na triagem de quem poderá ficar com o cargo. As regras de tua casa e do cuidado e educação dos teus filhos deverão ser cumpridas pelo babysitter, pelo que te deves certificar que ele o faz. Perceberes se o teu filho ou filhos se dão bem com o babysitter é, também, muito importante. 

Cremos que esta lista te pode ajudar a perceber mais um pouco de como poderás encontrar a pessoa certa para te ajudar a cuidar dos teus filhos quando não podes estar presente. Algumas ideias são senso comum, mas ao saberes detalhadamente o que fazer, o que esperamos ter-te ajudado a determinar, talvez possas tomar uma decisão mais acertada. Afinal, este tema é de extrema importância, e o cuidado de uma criança é uma grande responsabilidade. Esta pequena lista cobre apenas alguns dos detalhes que podes ter em consideração na tua procura por um ou uma babysitter para as tuas crianças.

Esperamos que este artigo te seja útil. Poderás ler mais sobre puericultura, ou encontrar alguns serviços aqui.  
categorias relacionadas
sobre o autor
Nadine Mussá
(Copy/Content) Writer

Escritora há largos anos, em vertentes desde copy a content, passando por jornalismo.

Neste projeto contribuiu...

ver perfil
14
Publicações
Dicas relacionadas