Nadine Gomes28 Jan 2020

Questões frequentes sobre a avaliação de bens

Avaliar significa determinar o valor real de um bem. Por isso, é uma tarefa que requer um perito avaliador devidamente qualificado para reconhecer o valor de uso e o valor de troca de uma forma justa. Mas, após ter contratado um avaliador, quais são os pontos importantes a ter em conta? Descubra tudo aqui.

Que tipo de imóveis podem ser avaliados?
A avaliação pode ser requerida em várias situações: hipotecas, partilhas, seguros, compra e venda, aluguer, indemnizações, divórcios, transações, investimento, entre outros.
Em termos de bens, podem fazer parte: terrenos, imóveis habitacionais (prédios, moradias, apartamentos,...), comerciais (cafés, lojas,...), industriais (empresas, fábricas, armazéns,...) e para serviços (escritórios, lares, hospitais,...).
Um serviço a contactar para qualquer questão: a Direção-Geral do Tesouro e Finanças.

Porquê contratar um avaliador?
O objetivo principal será obter um valor real dos bens, sem prejudicar nenhuma parte envolvida nesse processo. Sem ter um envolvimento direto com o bem em questão, esta pessoa será clara e justa na sua avaliação, tendo em conta as qualificações e experiência profissional exigida para o desempenho correto das suas funções.

Quantos avaliadores de imóveis existem em Portugal?
Para a avaliação do setor financeiro, existem cerca de 1.500 avaliadores e sociedades de avaliação no nosso país. 
Há uns anos atrás, existiam mais peritos porque era muitas vezes uma atividade secundária (engenheiros, arquitetos,...). Hoje em dia, a maioria dedica-se exclusivamente a esta profissão.
Algumas empresas de renome neste setor:

Quanto tempo demora uma avaliação?
Dependendo da 'agenda' do avaliador e do bem em questão, este processo demora no mínimo uma semana. Cada avaliação tem um timing diferente devido a desafios menos comuns que podem provocar um maior trabalho de investigação.

Desta forma e para concluir, o avaliador é uma peça fundamental para avaliar qualquer bem.
Não estamos a falar da avaliação de um par de sapatos ou de um sofá, tudo deve ser observado ao pormenor: localização, tendências do mercado, etc. 
Lembre-se: é melhor ser “picuinhas” do que no final ter uma surpresa desagradável.

categorias relacionadas
sobre o autor
Nadine Gomes
Freelancer Marketing Consultant

Comunicar é a ‘minha praia’, quer seja em meios mais institucionais ou mais informais. Adoro um bom filme, boa...

ver perfil
17
Publicações
Dicas relacionadas